Casal de idosos escolhe morrer de mãos dadas

Casal de idosos escolhe morrer de mãos dadas

COMPARTILHE
The best hosting you'll ever have

Um casal de idosos pediu a morte assistida, na Holanda. A dupla eutanásia (situação ainda rara) foi aprovada e Nic e Trees Elderhorst, ambos de 91 anos e juntos há 65, morreram de mãos dadas, depois de darem o último beijo.

O caso ocorreu na cidade onde os idosos nasceram, Didam, no primeiro país a legalizar (em 2002) a morte assistida.

“É uma coincidência quando ambas as pessoas cumprem os requisitos da eutanásia ao mesmo tempo, portanto, pedidos duplos raramente são concedidos”, salientou Dick Bosscher, da organização Voluntary Life Endding, que defende o direito à morte com dignidade.

O estado de saúde de Nic e Trees Elderhorst vinha a degradar-se acentuadamente nos últimos cinco anos. Em 2012, Nic sofreu um acidente vascular cerebral, ficando desde então com mobilidade reduzida; Trees, que apresentava dificuldades de mobilidade, registava perdas de memória com (demasiada) frequência.

“Estava a ficar evidente que ela não poderia esperar muito mais”, argumentou uma das filhas, ao explicar o caso ao The Gelderlander: “O geriatra determinou que a nossa mãe ainda era mentalmente competente, mas que poderia ficar completamente desorientada se o nosso pai morresse”.

“Ela não queria acabar num lar de idosos”, insistiu essa filha: “Morrer juntos era o desejo mais profundo de ambos”. E o desejo foi realizado, com o casal a morrer de mãos dadas.

Comentários