Triumph lança Street Scrambler e Bonneville Bobber no mercado nacional

Triumph lança Street Scrambler e Bonneville Bobber no mercado nacional

COMPARTILHE
The best hosting you'll ever have

A Triumph acaba de lançar no mercado nacional dois modelos de motos que vão dar que falar, e que apelam muito à imagem icónica da marca britânica e dos seus cada vez mais numerosos seguidores. Trata-se da Street Scrambler e da Bonneville Bobber.

Um dos modelos é um pouco ‘off-road’ mas simultaneamente ‘main stream’, o outro é mais virado para os apreciadores das motos criadas em Inglaterra pouco antes da II Guerra Mundial.

A aposta da Triumph num certo revivalismo mas sem perder de vista a qualidade e a tecnologia tem-se revelado acertada. Por isso, porquê mudar de estratégia?

A vocação da Street Scrambler percebe-se em vários pormenores, sobressaindo desde logo o escape elevado duplo em aço escovado, as barras de guiador amplas ou os pneus de piso misto Metzeler Tourance. Tudo com acabamentos de alta qualidade como é apanágio da marca.

A posição de condução é elevada, sendo que a Triumph apostou mais uma vez no minimalismo, traduzido por uma reduzida carenagem. O tal despojamento que lhe é tão caro.

Mas a atenção ao detalhe é primordial. Casos das proteções do motor esculpidas e do logo da marca, do corpo do acelerador em acabamento de alumínio ou das alhetas e braçadeiras da cabeça do motor.

O equipamento inclui o assento duplo canelado em Alcântara, o assento do passageiro intermutável, os pousa pés e pegas amovíveis, o pousa pés dianteiro de alta aderência em aço, tomada USB, luz traseira em LED, suporte do farol dianteiro em alumínio e friso preto, protetores de joelho duplos exclusivos em borracha e protetor da base do moto para todos os tipos de terreno.

Equipada com um motor de 900 cc de 55 cv e elevado binário já conhecido da Street Twin, esta Triumph tem uma tecnologia muito focada no condutor.

Precisão, controlo e segurança são uma prioridade, daí que apesar do seu ar revivalista esta moto possua acelerador eletrónico, ABS comutável (um exclusivo deste modelo), controlo de tração comutável e embraiagem assistida e deslizante.

A Bonneville Boobber é algo de completamente diferente. É individualista e apela ao estilo ‘bobber’ – um conceito que nasceu no Reino Unido na década de 1930 e que neste caso tem atributos em termos de estilo sem perder de vista toda a tecnologia disponível atualmente.

O caráter desta Triumph é percebido logo que olhamos para a sua tipologia hot-rod. Guarda-lamas minimalistas, celim ao bom estilo II Guerra Mundial e uma posição de condução relaxada. As jantes de aro preto raiadas e o pneu traseiro Avon Cobra acentuam o estilo desta Bobber.

A aposta no conforto nesta moto é bem patente quer no assento flutuante, quer no recurso ao original amortecedor central traseiro oculto na suspensão traseira. O chamado ‘Swing cage’.

O quadro é novo, bem como o chassis e a suspensão, de modo a propiciar uma condução envolvente e confortável. O escape duplo em aço escovado está colocado numa posição baixa mas protegida relativamente ao quadro, e possui silenciadores estilo ‘peshooter’ mais aligeirados e com pontas cortadas diagonalmente.

Sob o quadro está um poderoso motor Bonneville 1200 HT que anuncia 77 cv de potência e tem uma sonoridade inconfundível, devido à sua afinação específica ‘Bobber’, que também se traduz por mais binário e potência a baixas rotações, sobretudo quando comparado com o propulsor da Bonneville T120.

O intervalo de ignição de 270 graus garante um débito de potência suave e linear para a caixa de seis velocidades.

Esta Triumph não dispensa tecnologia mais moderna, como a aceleração eletrónica, a embraiagem assistida e deslizante, o controlo de tração comutável e modos de condução na máxima potência. Isto sem falar da unidade de controlo do motor (ECU), do modulador de ABS e do imobilizador.

O equipamento também é premium, e inclui uma caixa para a bateria genuína em aço inoxidável, retrovisores nas extremidades do guiador, aceleradores com carburadores de duplo corpo, manetes reguláveis, foles tradicionais em borracha, cubo traseiro inspirado nos travões de tambor, painel lateral protetor da roda da corrente com tampa de inspeção amovível.

A Bonneville Bobber está disponível em quatro cores diferentes – Ironstone com acabamento fosco, Morello Red, Competition Green e Frozen Green e Jet Black.

De referir que esta Triumph tem um intervalo inicial de manutenção de 16.000 quilómetros.

Fotos: Carlos Sá Monteiro


Comentários