Portugueses são os europeus que mais gostam de conduzir

Portugueses são os europeus que mais gostam de conduzir

COMPARTILHE
The best hosting you'll ever have

O Observador Cetelem realizou um estudo no setor automóvel a nível internacional e chegou à conclusão que os portugueses são os europeus que mais adoram conduzir, juntamente com os polacos.

Os resultados da pesquisa mostram que 72 por cento dos portugueses caracteriza o automóvel como um “objeto de prazer”, 68 por cento acha que é uma “marca de modernidade”, 64 por cento associa a um “objeto de luxo/sonho” e 61 por cento define o automóvel como um “símbolo de sucesso social”. O estudo ainda revela que apenas 15 por cento dos portugueses acham que a viatura se vai tornar um “objeto obsoleto e do passado”.

Cerca de 97 por cento dos portugueses encaram o automóvel como uma poupança de tempo, assim como 91 por cento defende que ajuda em termos de liberdade, independência e autonomia.

No entanto, 92 por cento dos portugueses entrevistados dizem que o valor da viatura é muito elevado e 82 por cento associam o automóvel à poluição, que defendem ser “aspetos menos positivos” ao possuir um carro.

“Para quem não vive na cidade, onde os serviços de transportes públicos têm uma maior oferta e diversidade, o automóvel apresenta-se como a opção mais eficaz, permitindo uma deslocação rápida e vantajosa. Ainda assim, mesmo para os portugueses que vivem em zonas metropolitanas, o automóvel é valorizado e considerado indispensável, ainda que por vezes resulte em inconvenientes como o trânsito ou a dificuldade em estacionar”, declara Pedro Ferreira, diretor da área automóvel do Cetelem.


Comentários