O ananás na pizza que tramou o Presidente islandês

O ananás na pizza que tramou o Presidente islandês

COMPARTILHE
The best hosting you'll ever have

O Presidente da Islândia, Guoni Th. Jóhannesson, foi responder a perguntas de alunos de um liceu islandês. Guoni falou de temas variados, acabando por dizer que, se pudesse, bania o ananás das pizzas, segundo o ‘The Guardian’. Depois disso, gerou-se uma polémica nas redes sociais que o obrigou a emitir um comunicado oficial sobre o tema.

Logo após a declaração do chefe de Estado islandês, gerou-se uma onda de indignação. Foi até criada no Twitter a hashtag #pineappleonpizza (ananás na pizza).

Ao ver que a sua declaração estava a gerar uma discussão acesa, Guoni publicou um comunicado no Facebook onde abordava a “controvérsia da pizza”, esclarecendo que até gosta de ananás, mas não nas pizzas.

Contudo, diz não ter os poderes para impedir as pessoas de colocarem este ingrediente exótico nas pizzas: “Eu não tenho poder para fazer lei que proíba as pessoas de colocar ananás nas suas pizzas”, escreveu.

“Estou feliz por não ter tal poder. Os Presidentes não devem ter poder ilimitado. Eu não gostaria de manter esta posição se pudesse aprovar leis a proibir o que não gosto. Não quereria viver nesse país. Para pizzas, recomendo marisco”.


Comentários