China. Este é o caminho mais perigoso do mundo para chegar à...

China. Este é o caminho mais perigoso do mundo para chegar à escola

COMPARTILHE
The best hosting you'll ever have

Quinze crianças chinesas têm de descer um penhasco de 800 metros para poderem frequentar a escola. O caminho é feito por umas escadas com paus de videira. Um fotógrafo chinês mostrou esta dura rotina.

Um jornal digital chinês publicou esta semana fotografias assustadoras da rotina das crianças da vila de Atuler, na província chinesa de Sichuan. As fotos, conseguidas pelo galardoado fotógrafo Chen Jie, mostram um grupo de quinze estudantes a escalar um penhasco com 800 metros de altitude, um percurso arriscado que devem fazer duas vezes por mês para poderem frequentar a escola.

As crianças da vila de Atuler têm entre seis e quinze anos e trepam umas escadas feitas de paus de videira com as mochilas às costas. O percurso, que pode chegar a demorar duas horas em cada sentido, é tão arriscado e angustiante que as crianças são obrigadas a deixar as famílias quando entram em idade escolar para viverem junto à escola, que fica no sopé. De acordo com Api Jiti, o líder da comunidade que vive no topo da montanha, disse aos media chineses que a aldeia não tem meios suficientes para fundar uma escola no local.

Chen Jie acompanhou a rotina desta comunidade durante três dias. Os quinze estudantes são guiados por três adultos que os vão buscar e deixar à escola sempre que elas visitam a família, duas vezes por mês. No entanto, os outros aldeãos fazem o mesmo percurso pelas escadas do penhasco pelo menos uma vez por semana, em dia de fazer compras.

Quando as imagens se tornaram virais na China, as autoridades do sudoeste do país prometeram ajudar a aldeia a fundar uma escola para estas crianças. Desde que este percurso é feito, já morreram “sete ou oito” pessoas neste percurso, explica o chefe da comunidade. Muitas centenas já se magoaram por causa das quedas que ocorrem no local.

e em video

Comentários