​A polícia publicou fotos que chocaram todo o planeta, em breve vais...

​A polícia publicou fotos que chocaram todo o planeta, em breve vais entender porquê!

COMPARTILHE
The best hosting you'll ever have

Em Ohio, um departamento de polícia partilhou no Facebook imagens francamente perturbadoras. As imagens mostram um casal, obviamente, em overdose de heroína, com uma criança na parte traseira do carro.

A partilha destas imagens foi feita para aumentar a consciencialização da população para o consumo de heroína em ascensão no estado, mas também para que as pessoas que têm crianças não usem drogas.

“Sabemos que estas imagens podem chocar algumas pessoas, mas este é o momento para as pessoas que não consumem drogas vejam o que enfrentamos todos os dias”, dizia a legenda.

Estas fotos foram tiradas em East Liverpool por um oficial.

inline_10145_57d2fae9c321f

Ao se aproximar do veículo, o oficial percebeu que o motorista, um homem de 47 anos chamado James Acord, abanava a cabeça para trás e para a frente e tinha um discurso ininteligível. Ele levava Rhonda Pasek, 50, a um hospital. A mulher estava desmaiada seu assento.

Ele queria continuar ma estrada, mas o oficial retirou as chaves da ignição e foi aí que se apercebeu de um menino de quatro anos no banco de trás.

inline_10145_57d2fb69f30a7

Os paramédicos foram enviados para o local e Narcan foi-lhes administrado, um medicamento para combater os efeitos da overdose de heroína.

Eles são acusados de conduzir sobre o efeito de drogas, pondo em perigo a vida de uma criança.

Acord não contestou a sua prisão e vai passar 180 dias atrás das grades pelas acusações. A carta dele também será revogada durante três anos e terá de pagar multas.

Pasek, por sua vez, é acusada de pôr a vida de uma criança em perigo e não usar cinto de segurança. Ao não se declarar culpada, ela está atualmente em custódia com fiança de US $ 150.000 até ao seu julgamento no dia 15 de setembro. Quanto ao filho, ele é actualmente da responsabilidade dos serviços sociais de Columbiana County.

Fonte: Vamos la Portugal

Comentários